Review Gantz 377: One hero to another. A call to a decisive battle.


Kurono não consegue nem um minuto de folga. (clique na imagem e leia o capítulo em inglês)

Kurono não consegue nem um minuto de folga. (clique na imagem e leia o capítulo em inglês)

Fala povo o/,

Recém saído do forno o capítulo 377 de Gantz e apresentaremos aqui o review dele para vocês. Só por desencargo de consciência: este capítulo não teve nenhuma cena “característica” de Gantz, mas este mangá não é o mais indicado para menores de 18 anos e para pessoas que se impressionam facilmente, então fica o aviso aí para a galera que não conhece Gantz. Bem, dado o aviso chega de lenga lenga e vamos lá.

Para aqueles que não conhecem Gantz, este incrível mangá ilustrado e escrito por Hiroya Oku, trata da história de Kei Kurono e de seu amigo de infância (com o qual ele havia perdido contato) chamado Masaru Kato. Logo no começo do mangá ambos morrem ao tentarem salvar uma pessoa que havia caído nos trilhos do metrô (vale aqui dizer que Masaru Kato desceu nos trilhos para ajudar e praticamente intimou Kurono para ir ajudá-lo – pois é, não foi uma boa idéia). Depois de morrerem, ambos surgem numa sala com outras pessoas e aos poucos vão sendo informados que de fato morreram (todos que na sala estão – inclusive um cachorro e um panda lol) e que agora têm que participar de uma espécie de jogo em que o objetivo é derrotar criaturas ferozes (mais para frente descobrimos que essas criaturas são alienígenas). E aos poucos vão descobrindo que ao derrotar os aliens, ganham pontos com os quais podem comprar novas armas, reviver alguém ou escolher retomar sua vida normal esquecendo tudo que aconteceu. Antes que eu esqueça, quem define os alvos, fornece os equipamentos, revive as pessoas, teleporta os mortos etc é uma bola negra que fica no centro de uma sala em um apartamento que os participantes só têm acesso quando convocados para participarem do “jogo”, sendo esta esfera chamada de Gantz.

Nossos 2 principais em sua primeira "visita" ao Gantz.

Nossos 2 principais em sua primeira “visita” ao Gantz.

Isso aí que falei acima é o basicão de Gantz, meio que uma introdução. Quanto ao aspecto técnico e de ilustração Gantz é um mangá com uma enorme quantidade de detalhes, em especial na anatomia dos personagens, sendo isso fácil de se perceber, pois o autor em praticamente todos os capítulos mostra cenas violentas de desmembramento ou coisa parecida, além de demonstrar corpos toda hora, inclusive com cenas de conteúdo erótico (vira e mexe tem uma garota nua ou semi-nua – em especial nas entrecapas dos capítulos). Porém, o mangá não se resume a apenas violência e nudez, ele apresenta uma história intrigante, de certa forma até cativante e que te faz querer ler mais e mais. Além disso, acredito que em todos os volumes o autor critica ou no mínimo questiona crenças e comportamentos humanos, de maneira clara ou nas entrelinhas, o que nos faz refletir sobre alguns aspectos muito interessantes (eu gosto muito de um capítulo em que eles encontram “Deus” e o mesmo explica o que na verdade ele é). Esta não é a seção de recomendações, mas fica aqui a dica: Gantz é recomendadíssimo (inclusive o mangá sai aqui no Brasil pela Panini), ressalvado para menores de idade e pessoas que impressionam facilmente.

Alguns dos personagens de Gantz (inclusive uma vovó).

Alguns dos personagens de Gantz (inclusive uma vovó). Nem vou falar muito sobre a foto, mas tenho que dizer que a formação dos grupos de Gantz é algo que varia bastante hehe.

Bem, feitas as breves considerações, chega de blablabla, vamos para o review: para aqueles que acompanham Gantz, no capítulo 376 vocês lembram que os humanos estavam felizes e contentes se achando os tais, quando de repente o guerreiro mais forte dos invasores simplesmente começa a destroçar todos os humanos que lá estavam (em especial o grupo norte americano). O capítuo 377 começa com o alienígena em questão desafiando Kurono para uma luta e para impressionar mais ainda os seres humanos, o alien chama-o para luta falando isso em japonês (essa raça de alienígenas tem uma tecnologia muito avançada, tendo inclusive uma espécie de decodificador universal de idiomas). Enquanto o alien desafia Kurono, este está em paz (ou pelo menos achava que sim) com Tae-chan no meio de uma multidão de humanos que começa a questionar se o rapaz de preto que ali estava não seria o tal Kurono que o alienígena cabeludo estava chamando para luta.

Kurono não consegue um minuto de folga. Mais uma vez as pessoas mostrando seu lado bom e que sempre pensam no próximo.

Kurono não consegue um minuto de folga. Mais uma vez as pessoas mostrando seu lado bom e que sempre pensam no próximo.

Na página que segue tem uma enorme quantidade de pessoas olhando, apontando e falando (de maneira nada discreta) que o alvo do alien estava ali diante deles. A coitadinha da Tae-chan depois de sofrer muito para se reencontrar com Kurono, agora estava começando a sofrer de novo pela pressão da multidão que descaradamente estava pensando em separá-los novamente.

Quem sabe se o Kurono continuar olhando para frente a multidão vai se convencer de que ele é uma estátua. Enquanto isso, olha o rosto da coitada da Tae-chan.

Quem sabe se o Kurono continuar olhando para frente a multidão vai se convencer de que ele é uma estátua. Enquanto isso, olha o rosto da coitada da Tae-chan.

A cena segue com o extraterrestre falando no telão que confirmará a voz de Kurono através de sua tecnologia e que o transferirá para o local em que o alien está, bastando Kei Kurono falar algo para isso. Assustada com tudo que está ocorrendo, Tae-chan agarra a mão de Kei como se dissesse “Não me deixe de novo.”.

Será que Kurono se convenceu de que não é boa idéia deixar Tae sozinha novamente?

Será que Kurono se convenceu de que não é boa idéia deixar Tae sozinha novamente?

E aí Kurono, a puxada na mão foi suficiente para sentir o coração apertar? Não? E agora?

Tae-chan dando início ao seu processo de desidratação por lágrimas.

Tae-chan dando início ao seu processo de desidratação por lágrimas.

Claro, que simpaticamente e sempre visando melhorar a situação de nosso herói, o alien overpower declara em alto e bom tom que caso Kurono tente se esconder ele vai matar todos os humanos da nave (o et está em sua nave mãe cercado por humanos) até Kei aceitar o desafio e aparecer na nave. Por óbvio, Kurono sente aquela pequena pressão que neste momento não tem mais como aumentar… ou será que tem? Sempre tem como piorar… os super amigos seres-humanos que estão perto de Kei começam a gritar de diversas formas que ele tem que ir ao encontro suicida. E dale lágrimas Tae-chan. “E como posso fazer os leitores ficarem surpresos agora?” (Hiroya Oku pensando). Para quem acompanha Gantz desde o início há de convir comigo que a cena abaixo é uma surpresa e tanto:

Se eu não estou enganado este cara aí é um zé-roela que zoava o Kurono e só o tratava mal. Mas será que todos têm uma consciência?

Fiquei meio na dúvida, mas se eu não estou enganado este cara aí é um zé-roela que zoava o Kurono e só o tratava mal e ainda estava namorando uma garota que Kurono gostava no colégio. Mas será que todos têm uma consciência?

Um dos caras que tirava sarro e fazia da vida de Kei um inferno começa a defendê-lo da multidão. Ele começa a peitar os humanos que não param de gritar para Kurono ir (e enquanto isso Tae-chan já está começando a necessitar de ingestão de líquidos). As cenas que seguem mostram inúmeras pessoas em suas casas em diversas localidades do planeta, assistindo ao alien na tv, valendo frisar que dentre todos estes humanos estão os familiares de Kurono (que o consideravam lixo).

Família a gente não escolhe, mas a gente pode deixá-los de queixo caído, em especial quando você é "O" cara escolhido para chutar uns traseiros alienígenas.

Família a gente não escolhe, mas a gente pode deixá-los de queixo caído, em especial quando você é “O” cara escolhido para chutar uns traseiros alienígenas.

Nos quadros que seguem, em varias localidades e em várias línguas tudo que conseguimos ver é a população discutindo sobre Kurono (Kurono Kei, Crownokee, Karonokee, Kiroono  etc).

Olha aí um modo de virar astro e não precisar participar de Big Brother.

Olha aí um modo de virar astro e não precisar participar de Big Brother.

Dentre as cenas, aparecem também relances de discussões na internet com pessoas defendendo Kurono, pessoas torcendo para Kurono morrer, outros pouco se lixando, uns achando que os defensores de Kei na verdade são ele mesmo e por aí vai.

Existe troll em tudo quanto é lugar, inclusive no caso de invasão alienígena e possível destruição do planeta. (obs: é minha interpretaçã e opinião pessoal, mas acho que aqui vai uma crítica pesada tanto às pessoas que de fato não têm caráter, quanto a aqueles que se sentem os machões atrás de um teclado)

Existe troll em tudo quanto é lugar, inclusive no caso de invasão alienígena e possível destruição do planeta. (obs: é minha interpretação e opinião pessoal, mas acho que aqui mostra uma crítica pesada tanto às pessoas que de fato não têm caráter, quanto a aqueles que se sentem os machões atrás de um teclado – infelizmente existe pessoa de todo tipo)

Diante de toda essa discussão, nosso invasor que lançou o desafio declara que os aliens foram derrotados e que sua única opção é a de fazer um ataque suicida utilizando sua nave mãe.

O guerreiro alien metido a galã interplanetário aparece no telão para fazer Kurono se sentir mais a vontade.

O guerreiro alien metido a galã interplanetário aparece no telão para fazer Kurono se sentir mais a vontade.

A notícia surpreende aos humanos, mas também aos companheiros extraterrestres, sendo que um deles tenta conversar/impedir o alien cabeludo resultando apenas em mais uma baixa de um dos lados (pobre alien que não prestou atenção no fato do cabeludo ter arrebentado todo mundo). E para botar mais uma pilhinha o alien de madeixas loiras que parece usar shampoo de propaganda feminina, começa a ficar impaciente e a dizer que aparentemente Kurono não quer aparecer e aceitar o desafio, de forma que ainda tira um sarro dizendo que pode até ser que ele tenha aparecido mas já tenha sido morto pelo galã guerreiro alien. Depois de dizer isso, novamente afirma que vai usar a nave em um ataque suicída atirando-a na Terra. E novamente ocorre o que? A população começa a ficar mais inquieta ainda e a berrar para Kurono ir ao encontro de seu possível algoz. E após ouvir as palavras do alien, Kurono sente aquela pontadinha de responsabilidade chegando, assim como seu defensor (ex-inimigo) dá uma tremida na base e Tae-chan continua com a torneirinha ligada.

Nada como poder ficar tranquilo e cercado por gente que lhe quer bem.

Nada como poder ficar tranquilo e cercado por gente que lhe quer bem.

Kurono demonstrou surpresa como vocês podem notar no quadro acima, contudo, mesmo cercado por pessoas berrando para ele partir e mesmo estando nesta situação um tanto quanto desesperadora, Kei consegue manter a calma.

Se Tae-chan agarrar mais forte jájá eles se fundem.

Se Tae-chan agarrar mais forte jájá eles se fundem.

Novamente os quadros começam a mostrar várias cenas ao redor do mundo, cenas em que as pessoas demonstram desespero, preocupação, fé, esperança, medo etc todos os tipos de sentimentos possíveis para se sentir numa situação de provável destruição da humanidade. E dentre estas cenas, de novo temos alguns comentários de internet e novamente aqueles trolls aparecem para contribuir com sua sabedoria:

De maneira resumida:

De maneira resumida: o troll que postou isso aí está dando dados sobre o tamanho da nave, temperatura que a Terra ficará com o choque da nave e outras infos, além de ser super engraçado e comemorar que Kurono irá morrer e também dizer que este ano não haverá Natal.

E como eu disse mais acima, Kurono pensa consigo mesmo que apesar da situação ele se sente calmo (diferente de Tae-chan que vai precisar de canais lacrimais novos). E protagonista que é protagonista faz o que? Acalma a garota desesperada e é exatamente isso que Kei faz ao dizer para Tae, que não para de chorar, para não se preocupar, porque ele voltará.

Boa Kurono!!! Mais de 20 páginas só levando paulada e você consegue demonstrar a razão de ser o principal. Anima a coitada da Tae-chan.

Boa Kurono!!! Mais de 20 páginas só levando paulada e você consegue demonstrar a razão de ser o principal. Anima a coitada da Tae-chan.

E o capítulo termina com esta declaração de Kei, nos fazendo entender que ele irá ao encontro do alien. E agora tudo que nos resta é esperar pelo próximo capítulo (que supostamente sairá 7 de março) e ver se de fato este excelente mangá está chegando ao final.

Gostaria só de dizer que Kurono no início parece um principal meio “pastel”, mas conforme o mangá vai evoluindo Kei vai se tornando um excelente principal e vamos começando a gostar dele.

Espero que tenham gostado, continuem nos seguindo, chamem seus amigos e conhecidos para conhecer nosso blog. Participem e se divirtam.

Kurono e sua arma aprovam este post. E claro que você retornará para ler mais posts, certo!? Senão olha aí a reação de Kurono.

Kurono e sua arma aprovam este post. E claro que você retornará para ler mais posts, certo!? Senão olha aí a reação de Kurono.

Deixe um comentário

Arquivado em Review Gantz

Participe comentando e fornecendo opiniões. Nos ajude a crescer e sobretudo divirta-se!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s