“O filme de Akira será diferente do mangá e do anime”, diz diretor


Akira-Poster-visite pandatoryu

Jaume Collet-Serra (de A Casa de Cera e Desconhecido), que dirigirá a adaptação para os cinemas do mangá Akira, de Katsuhiro Otomo, falou sobre o filme ao Coming Soon. E o que ele disse me deixou bastante preocupado.

Na entrevista, o cineasta disse que , “a única maneira de adaptar Akira é pegar o espírito da história e fazê-lo. Será diferente do mangá, assim como o anime“.

E continuou:

Eu espero conseguir trazer bons personagens para a história. No mangá, não acredito que os protagonistas sejam os personagens principais. Na verdade, ninguém é interessante. Tetsuo fica importante pois coisas ruins acontecem com ele e Kaneda é muito bidimensional. Isso é parte da cultura japonesa, não vemos grandes personagens – eles são usados para levar a história e a filosofia do material para frente“, disse.

O diretor também falou sobre a fidelidade ao mangá e anime. “Acho que você não pode fazer um filme sobre Akira e esperar que todos entendam. Você tem que fazer três ou quatro filmes em um só e colocar a essência da história ali. Se você é um fã, você já sabe do que se trata e verá que aquilo é parte do mesmo mundo. Simplificar seria um erro. Acho que se um personagem tenta explicar para o público algo da trama no final do segundo ato temos um problema. [Akira] É mais como uma ópera existencial. É algo que só pode ser explicado no mangá. Até mesmo no anime é difícil de seguir“, disse.

Bem, depois destas declarações, eu tenho certeza de uma coisa. O diretor não leu o mesmo mangá e nem assistiu o mesmo anime que eu. Na minha opinião, dizer que nenhum dos personagens desta história é interessante e chama-los de bidimensionais não faz sentido nenhum. Alias, dizer que faz parte da cultura japonesa não apresentar grandes personagens é em si uma das declarações mais absurdas que eu já ouvi. Qualquer fã de mangá e anime consegue citar 20 personagens complexos e memoráveis, sem nem precisar de muito esforço. Eu não me incomodo que o filme não siga exatamente o mangá. Isso é até esperado, já que se trata de uma mídia diferente e que lida com um publico muito mais amplo. Mas as ideias que o diretor parece ter sobre a cultura japonesa, de forma geral, não me fazem botar muita fé neste filme não.

Ainda não se sabe muito sobre o filme, mas segundo os primeiros rumores, a história se passaria em Neo-Manhattan ao invés de Tokyo e teria Ken Watanabe e Kristen Stewart (falando sério???!!!) no elenco.

Leonardo DiCaprio e Jennifer Davisson Killoran produzem ao lado de Andrew LazarKatsuhiro Otomo, o criador do mangá original e diretor do filme animado de 1988, é o produtor-executivo (e será que ele concorda com as ideias do diretor?).

No final, espero que fique bom, mas pelo que vimos até agora, está me parecendo um novo DBZ Revolution.

E vocês, o que acham? Será que dá para botar fé em mais esta adaptação Hollywoodiana?

Até mais!

 

Deixe um comentário

Arquivado em Animes, Histórias da terra do tio Sam

Participe comentando e fornecendo opiniões. Nos ajude a crescer e sobretudo divirta-se!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s