Review Claymore 142: Magia


claymore142-01

Clique na imagem para ler o capítulo

A batalha entre Miata e Europa chega ao seu climax.

Como vimos no último capítulo, a situação ficou desesperadora para as guerreiras quando Miata, que despertou para derrotar Europa, começou a perder o controle e a atacar os humanos. Decidida a não perder Miata, Clarice eleva seu youki, enquanto conta para Galatea sobre seu passado, quando ela não tinha nada, nem família, nem comida, nem mesmo esperanças de uma vida melhor, vivendo nas ruínas de sua cidade que havia sido destruída por um despertado. Foi somente quando ela se tornou uma guerreira que ela começou a ver algum orgulho e valor na sua vida.

Enquanto isso Audrey e as outras guerreiras tentam proteger os humanos de Miata, que parece que vai atacar as guerreiras. Mas no último momento, Clarice alcança a garota, que volta seus ataques novamente contra Europa.

claymore142-06Percebendo que seus ataques não conseguiam atingir a adversária, Miata destrói todos os prédios em volta e empurra Europa para fora da cidade, deixando-a sem os pontos de apoio que ela estava usando para se esquivar. Perdendo mobilidade, a despertada é atingida em cheio pelas lanças de Miata. E logo agora que a batalha estava ficando épica, o capítulo volta para Priscilla, que sente o embate entre as despertadas, bem como a luta contra Cassandra, além de alguns humanos por perto, ninguém menos do que Rubel e Dae, a quem ela alcança rapidamente. Rubel percebe o perigo mas, para Dae, ver de perto sua mais perfeita criação é a maior felicidade possível (resumindo, ele é doido… e um idiota).

claymore142-11

E já que Dae entrou em modo fanboy, ele começa a contar para Priscilla sobre um evento chave do passado da garota, que foi importante para que ela se tornasse o que é hoje, e que ela (sensatamente) apagou da memória. Depois que o pai de Priscilla (que era o Yoma) matou sua família e foi morto pela garota, os aldeões perceberam que algo estava errado e, assumindo que todos na casa estavam mortos, isolaram o lugar. O que significou nada mais de comida e água para a pobre garota que ainda estava lá dentro. Priscilla sobreviveu isolada por um mês, até que um grupo de Claymores chegou à cidade. Elas entraram na casa e encontraram os cadáveres da família e uma a garota, sem nenhum machucado sério e bem alimentada, ao lado de uma carcaça semi devorada de um yoma. Bem, isso começa a explicar de onde vem a força descomunal de Priscilla, já que antes mesmo de receber a carne de um yoma para se tornar uma Claymore, ela já havia se alimentado de um yoma. Mas para o azar de Dae, Priscilla se irrita com a história e o mata com um único golpe.

It's raining men...

It’s raining men…

Por hora terminamos com Priscilla e voltamos para Clarice, cujo corpo não está mais aguentando a sincronização com Miata. Galatea grita que ela vai morrer se continuar, mas Clarice não se importa, desde que Miata fique bem. Enquanto isso Europa continua sobre ataque, não só de Miata, mas como das outras guerreiras e até da guarda da cidade (de uma distância segura, é claro). Finalmente, Miata dá o golpe final, exterminando Europa. Nessa hora Clarice grita para Galatea ajudá-la, pois é hora de fazer a garota voltar ao normal.

claymore142-21 Clarice, Galatea e todas as Claymores capazes de sincronizar seu youki se concentram em Miata e finalmente conseguem fazer a garotinha voltar à forma humana. Miata corre até Clarice, sua “mãe”, que até dá uma bronca na garota dizendo que ela não pode sair correndo pelada por aí (ela virou mesmo mãe da Miata hehe). Miata percebe que Clarice perdeu seu braço, mas esta diz que não é nada demais. Percebendo que o fim se aproxima, Clarice agradece à Miata, pois graças á garota ela, que sempre foi uma guerreira fraca, pôde se tornar especial. Por fim, ela pede para que Miata feche os olhos, dizendo que vai lançar um feitiço sobre a garota que a deixará mais forte. Miata fecha os olhos e Clarice diz que a ama, logo antes de seu corpo desaparecer.

All we are is dust in the wind...

All we are is dust in the wind…

E assim termina o capítulo. Dividindo-o em partes, eu gostei muito do começo, quando graças ao esforço e Clarice Miata volta para o lado dos humanos, não só por mostrar a dedicação de Clarice por sua filha, mas também pelo pequeno flashback da guerreira colorida. Já o trecho sobre Priscilla que veio depois não me agradou, pois não combinou com o restante do capítulo. Este era o momento de Miata de Clarice, então não tinha motivo para Priscilla aparecer além de ocupar mais algumas páginas. E por fim, o final do capítulo foi realmente tocante. Clarice se tornou uma das minhas personagens favoritas e seu sacrifício para salvar Miata, mesmo sendo triste, deu um desfecho digno para a personagem, mostrando que até as guerreiras mais fracas podem ter sua participação na história.

Até a próxima!

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Mangás, Review Claymore

Participe comentando e fornecendo opiniões. Nos ajude a crescer e sobretudo divirta-se!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s